Notícia

Domingo, 11 de Dezembro de 2016 Carne de Bovino

A comercialização e o uso na alimentação humana da carne bovina perdem-se na história transcendendo a própria domesticação das espécies.

A carne bovina está muito enraizada na nossa história, culinária e sobretudo nos nossos hábitos alimentares.

A (des) informação dos media permitiu caracterizar este alimento como percursor das mais variadas doenças, entre elas as doenças cardiovasculares, tendo em conta o alto teor de gordura saturada presente em determinados cortes. Para algumas pessoas, o retirar a carne de bovino foi o primeiro passo na busca de hábitos alimentares mais saudáveis.

No geral muitos são os mitos criados à volta de certos alimentos, sobretudo de origem animal, sem que haja bases científicas que apoiem verdadeiramente estas ideias!

É importante relembrar que não existe nenhum alimento “ideal”, ou seja, que contenha todos os nutrientes, em quantidade e qualidade necessárias às atividades diárias e à manutenção da saúde. Assim sendo, é importante ter uma alimentação completa, variada e equilibrada.

A carne de bovino é recriminada pelo seu elevado teor de gordura saturada, contudo se for consumida em quantidades moderadas, os teores de gordura estão muito abaixo dos limites estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde.

Esta deveria ser sobretudo admirada pela riqueza e variedade de componentes nutricionais de extrema importância para a nossa saúde. A carne de bovino constitui uma fonte proteica de excelente qualidade, é rica em ácidos gordos e aminoácidos essenciais, vitaminas do complexo B e minerais. De entre os vários minerais, destacam-se o zinco, que desempenha funções importantes a nível do sistema imunitário e o ferro (transportador de oxigénio), estando este último na forma heme, sendo por isso mais facilmente absorvido pelo organismo.

A Quinta dos Açores dedica-se à produção e comercialização de carne de animais alimentados à base de pastagem, que se destaca pelo seu elevado teor em ácidos gordos ómega 3 (protetores cardiovasculares) e CLA (atividade anti carcinogénica e estimuladora do sistema imunitário).

Não se esqueça que tudo depende da quantidade e da forma como comemos, por isso deve ter atenção ao consumo excessivo e à abstenção de determinados alimentos, para não prejudicar a sua saúde!

Não perca, brevemente dicas de utilização das diferentes partes do novilho de forma saborosa e acima de tudo saudável.

Nutricionista Sílvia Zambujo

Deixe o seu comentário